Übiq. | 15 elementos para você se tornar um Trend Hunter
1913
post-template-default,single,single-post,postid-1913,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-13.5,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

15 elementos para você se tornar um Trend Hunter

coolhunting: o que é

15 elementos para você se tornar um Trend Hunter

Fizemos uma coletânea que vai te ajudar a saber se tem tino para ser um coolhunter

O Trend Hunter deve:

1) Ser überdescolado-hiperconectado-e-ter-a-mente-aberta-ao-novo: afinal, quem está mirando as tendências tem que saber achar o seu alvo. Para isso, é importante conhecer diferentes tipos de pessoas e saber identificar novidades interessantes;

2) Conhecer as curvas de inovação e perfil de consumidores: Você sabe a diferença entre um inovador, um early adopter, o mainstream e os retardatários? Conhecer a alma do comsumidor é elemento-chave para mapear o percurso das tendências. Para isso, você tem que estar a par da curva da imovação e outras teorias semelhantes;

3) Estar atento às pessoas – antes de mais nada – para depois observar coisas: afinal, as tendências geralmente brotam a partir de apropriações/demandas das pessoas;

4) Observar os fluxos da alta cultura à cultura popular e da cultura popular à alta cultura: Hoje em dia não existe um caminho certo para o fluxo das tendências. Elas podem tanto surgir de cima para baixo, quanto de baixo para cima, na escala de sofisticação/ popularidade/ passarelas / rua;

5) Saber que a arte de descobrir o que é cool, faz com que o cool dê um passo à frente. Isso quer dizer que o que é genuinamente cool geralmente não é massificado. O massificado não é tendência: não caia no erro de considerar tendência o que já está notável no mercado / ruas / shoppings. O tendência é a antecipação do que vem por aí.

6) Ter muita intuição, percepção e transpiração: um sexto sentido para captar e farejar o novo é indispensável. Mas isso se adquire estudando, tendo bagagem cultural e observando, muito;

7) Estar atento às necessidades humanas básicas e desejos do consumidor, comparando o que eles querem com o que eles de fato têm: o consumiror dá pistas de suas necessidades e as empresas buscam isso para o desenvolvimento de produtos e soluções. Acompanhar esse linha de raciocínio ajuda um bocado;

8) Analisar canais de mudanças maiores – de longo prazo na sociedade – e pontuais (ex: lançamento de uma tecnologia específica, um acontecimento político, incidentes ambientais etc): essas mudanças exercem impactos na sociedade. Estar atento a elas pode indicar possíveis cenários e soluções;

9) Saber usar a internet como uma ferramenta poderosa de pesquisa e catalogação de fontes: Afinal, a internet tá dá a faca e o queijo para descobrir o novo. Mas para tanto, é preciso saber pesquisar e identificar o que realmente interessa, em meio a uma vastidão de informações;

10) Saber extrair e interpretar dados relevantes de ferramentas de monitoramento: As ferramentas de monitoramento podem te dar pistas importantes na pesquisa virtual. Mas sem saber interpretar os dados, não se vai longe;

11) Estar perenemente atento a manifestações artísticas e culturais: As tendências têm uma predisposição em aparecer primeiro na arte e na cultura. Esteja atento ao que acontece ao seu redor. Você vai começar a ver o mundo de outro referencial;

12) Ter conhecimento de diversas metodologias de trend hunting, sabendo compará-las e adequá-las à sua demanda: para cada demanda uma ação. A metodologia deve ser aplicada caso a caso, mas para tanto é com conhecer as possibilidades;

13) Ter uma vasta bagagem de leitura e conhecimento geral: Esse item se parece com o âmbito artístico. Quanto mais bagagem cultural tiver, mas fácilmente detectará padrões/repetições;

14) Interagir e circular em diferentes grupos sociais, estando atento a padrões, comportamentos e ao novo: quanto mais diversificada for sua rede de contatos, melhor. O verdadeiro trend hunter não convive somente entre seus pares, ele precisa estar aberto e atento ao que acontece em diferentes grupos;

15) Estar disposto a não desligar da atividade de trend hunting nunca: As pistas estão por toda parte, a todo momento. É um trabalho incansável e que não para nunca, nem no momento de descanço.

Vai encarar?

*Conheça os cursos de Trend Hunting da Über Trends.  

Leia esse artigo da Suzana Cohen e entenda o que é trend hunting.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.