Übi | É tempo de celebrar
933
post-template-default,single,single-post,postid-933,single-format-video,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-13.5,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

É tempo de celebrar

É tempo de celebrar

“Facebook e Apple – Que sejam eternos enquanto durem

Por Lujakson Alves*

Preparem os bolos e as velinhas. Em 2014, o Mac celebra o seu trigésimo aniversário, o Facebook (e o Orkut) completa(m) 10 aninhos de existência, e os usuários comemoram o pensamento individualista que essas soluções tecnológicas ajudaram a disseminar.
O Mac disseminou o conceito do PC (Computador Pessoal) com interface amigável que é tão forte em meio a smartphones e notebooks. O Facebook e redes como o Orkut valorizaram as opiniões, as ideias e experiências pessoais por meio de posts, imagens e vídeos compartilhados.

Diante disso, pode-se refletir sobre o papel dessas ferramentas na estrutura social em que fazemos parte, e ir além, buscando entender qual o próximo passo a ser dado.

Legenda (No filme “De volta para o futuro 2”, de 1989, o personagem de Marty McFly chega chega ao ano de 2015 e se depara com tênis e jaquetas hightech)

Legenda (No filme “De volta para o futuro 2”, de 1989, o personagem de Marty McFly chega ao ano de 2015 e se depara com tênis e jaquetas hightech)

O Google Glass, óculos hightech, surge fortalecendo a tendência de incorporar a tecnologia ao vestuário. Assim como o Glass, tênis integrados por GPS e o Gear (relógio conectado ao Smartphone, lançado pela Samsung) são exemplos que também apontam para a individualização cada vez maior do usuário. E por mais que esses gadgets pareçam fazer parte de uma realidade distante, eles já são produtos reais e possibilitam uma visão de futuro onde a tecnologia se aproxima de moda, design e gostos pessoais.

Com essa pegada de “O futuro já está entre nós”, a Apple comemora o aniversário do Mac com um vídeo (acima) que mostra a diferença que seus produtos fazem em diversas áreas sociais pelo mundo afora. Extremamente imediatista e mobile, o vt reflete como a tecnologia está incorporada às nossas vidas e de como é possível produzir e compartilhar conteúdo de qualidade em pouquíssimo tempo e em escala global. Interessante refletir sobre o quão futurista é e o quão real também.

 

Enquanto os anos dourados do Orkut tiveram curta duração, o império startado por Jobs continua forte. Falam de uma debandada do Facebook, mas não se vê luz ao final do túnel para uma rede substituta.

Nessa sociedade individualista, conectada, móvel, resta saber o que nos aguarda para os próximos 10, 20 e 30 anos.

* Lujakson Alves é estagiário na Über e aluno de Publicidade e Propaganda na UNA.

 

 

No Comments

Post A Comment